OGMA conquista 600 milhões de euros anuais com manutenção de motores da Pratt & Whitney em Portugal

//OGMA conquista 600 milhões de euros anuais com manutenção de motores da Pratt & Whitney em Portugal

A OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal S.A. acaba de assinar um contrato com a Pratt & Whitney para fazer em Portugal a manutenção dos motores GTF, usados pela nova geração de aviões comerciais. O contrato vale 600 milhões de euros anuais e confere à OGMA o estatuto de centro de manutenção autorizado de motores Pratt & Whitney, um dos maiores fabricantes mundiais de motores de aviões.

O projecto, desenvolvido pela OGMA nos últimos 12 meses, arranca já em 2021 com as componentes de industrialização e formação e deverá prolongar-se por duas décadas. Durante o projecto, sobretudo em 2022 e 2023, serão criados 300 postos diretos de trabalho altamente qualificado.

Com um investimento de 74 milhões de euros, maioritariamente concentrados nos primeiros quatros anos do projecto, a OGMA expande o seu leque de actividades na área de manutenção, reparação e recondicionamento de motores de aviões e praticamente triplica a sua facturação actual.

A família de motores GTF da Pratt & Whitney arrancou em 2016 e é utilizada na nova geração da aviação comercial, designadamente na família Airbus A320neo, no Airbus A220 e nos Embraer E190-E2 e E195-E2. Comparada com a anterior geração, os motores GTF permitem reduzir até 16% de consumo de fuel nas operações aéreas, diminuir até 75% a emissão de ruído e reduzir entre 50 a 75% as emissões de CO2 e Nox.

A OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal S.A., empresa que celebrou 100 anos de existência em 2018, especializou-se em duas áreas de negócio – manutenção, reparação e recondicionamento de aviões, motores e componentes de aviação civil e militar, e fabrico e montagem de estruturas de aeronaves civis e militares – e representa um dos expoentes da nova economia de defesa em Portugal.

2020-11-12T17:30:13+00:0012 de Novembro, 2020|Tags: , , |